terça-feira, 20 de novembro de 2007

liberdade dos sonhos



Passei pelo ribeiro de agua doce,
E fiz dele o espelho da minha alma,
Sentei-me na relva encostada a uma rocha.
E senti de leve aquela brisa que me acalma.


Passei pelo sono de leve,
E sonhei com a minha liberdade,
Quem me dera poder sentir o frio da neve,
E o som da simplicidade!

Daqui nunca saí,
Deste meu pekeno canto,
Mas aquilo que senti
É que todo sonho tem encanto...

1 comentário:

...QUE VOA... disse...

mariposa
a liberdade doa sonhos é o que nos move. sonhar é o que nos faz viver viver a sonhando é a liberdade. vive-o vive-a. é uma quota da responsabilidade.